Bem-vindos!

Bons amigos, valorosos guerreiros da espada e da magia, nobres bardos e todos aqueles com quem tiver o prazer de cruzar meu caminho nesta valorosa, emocionante e por vezes trágica jornada em que me encontro! É com grande alegria e prazer que lhes dou as boas-vindas, e os convido a lerem e compartilharem comigo as crônicas e canções que tenho registradas em meu cancioneiro e em meu diário...Aqui, contarei histórias sobre valorosos heróis, batalhas épicas e grandes feitos. Este é o espaço para que tais fatos sejam louvados e lembrados como merecem, sendo passados a todas as gerações de homens e mulheres de coração bravo. Juntos cantemos, levando as vozes daqueles que mudaram os seus destinos e trouxeram luz a seus mundos a todos os que quiserem ouvi-las!Eu vos saúdo, nobres aventureiros e irmãos! Que teus nomes sejam lembrados...
(Arte da imagem inicial por André Vazzios)

Astreya Anathar Bhael

terça-feira, 8 de novembro de 2011

Meu Sonho

E falando em fantasmas... há tempos atrás tive a oportunidade de encontrar os escritos de um poeta deveras talentoso, e posto a vocês hoje uma de suas obras, praticamente meu poema favorito.

Ainda em clima de Halloween e dia de los muertos, apresento-lhes "Meu Sonho", de Alvares de Azevedo.

EU
Cavaleiro das armas escuras,
Onde vais pelas trevas impuras
Com a espada sanguenta na mão?
Por que brilham teus olhos ardentes
E gemidos nos lábios frementes
Vertem fogo do teu coração?

Cavaleiro, quem és? — O remorso?
Do corcel te debruças no dorso...
E galopas do vale através...
Oh! da estrada acordando as poeiras
Não escutas gritar as caveiras
E morder-te o fantasma nos pés?

Onde vais pelas trevas impuras,
Cavaleiro das armas escuras,
Macilento qual morto na tumba?...
Tu escutas... Na longa montanha
Um tropel teu galope acompanha?
E um clamor de vingança retumba?

Cavaleiro, quem és? que mistério...
Quem te força da morte no império
Pela noite assombrada a vagar?

O FANTASMA
Sou o sonho de tua esperança,
Tua febre que nunca descansa,
O delírio que te há de matar!..

Hoje mesmo encontrei um heróico professor de literatura (o que não fazem os professores para chamar a atenção de seus alunos?) que musicou e cantou esse belo poema. Eu particularmente achei o resultado deveras bacana!


Meu Sonho - Fabiano Fontes

5 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Adorei o poema! É uma ótima canção e história para os bardos!

    RPGames Brasil
    http://rpgamesbrasil.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Concordo, nobre druida, eu sempre adorei esse poema, e acredito que seja uma boa inspiração!

    ResponderExcluir