Bem-vindos!

Bons amigos, valorosos guerreiros da espada e da magia, nobres bardos e todos aqueles com quem tiver o prazer de cruzar meu caminho nesta valorosa, emocionante e por vezes trágica jornada em que me encontro! É com grande alegria e prazer que lhes dou as boas-vindas, e os convido a lerem e compartilharem comigo as crônicas e canções que tenho registradas em meu cancioneiro e em meu diário...Aqui, contarei histórias sobre valorosos heróis, batalhas épicas e grandes feitos. Este é o espaço para que tais fatos sejam louvados e lembrados como merecem, sendo passados a todas as gerações de homens e mulheres de coração bravo. Juntos cantemos, levando as vozes daqueles que mudaram os seus destinos e trouxeram luz a seus mundos a todos os que quiserem ouvi-las!Eu vos saúdo, nobres aventureiros e irmãos! Que teus nomes sejam lembrados...
(Arte da imagem inicial por André Vazzios)

Astreya Anathar Bhael

segunda-feira, 14 de junho de 2010

Thy Majestie


Boa noite, amigos e visitantes! Depois de um breve hiato em meus pergaminhos causado por uma viagem que tive de empreender, trago-vos esta noite uma canção belíssima de um grupo de bardos italianos que tive o prazer de conhecer graças a uma sugestão do parceiro Jaco Galtran, escaldo que escreve excelentes contos que podem ser conferidos em seu blog.

Os bardos do Thy Majestie criaram seu grupo em 1998, após terem abandonado uma banda na qual realizavam covers . Seu primeiro álbum, no entanto, saiu apenas em 2000, chamando-se The Lasting Powers. Recentemente, a banda lançou um álbum dedicado à heroína Joana D'arc, o que esta humilde barda achou deveras interessante...

A canção abaixo encontra-se exatamente no primeiro álbum da banda, e possui uma bela letra. Uma ótima opção para quem aprecia o estilo de grupos de escaldos como o Rhapsody of Fire e Blind Guardian...


Sword of Justice - Thy Majestie (esta humilde barda não conseguiu encontrar um vídeo que tivesse um som de melhor qualidade...)

When the sun will stop to shine over the magical land of Dury
Freedom and joy will disappear an age of darkness behind the fog
All around silence and death, life in these lands will be no more
The sound of the troops dispels in the night, gnomes and troll's armies not now so far
Together, now allies, opposed before, no wish, no love, no honour in their hearts
Power of mind makes them slaves no one can stop them now but the Holy Sword

Sword of Justice, power of mind, into your hand shines again
Blood of the heroes, magical fire, into your veins burns again
Sword of Justice, power of mind, into your hand shines again
Blood of the heroes, magical fire, into your veins burns again


The memory of great war now is so far the threat of invasion reality Now
No one can imagine the future events from valleys of shadow one Man comes to tell
Exists the descendant of king of the elves, only this man can draw The Sword
The blood of the elves runs in his vein now the four lands are calling his help
Young prince till now, a hero forever, forces of damned are looking for him
Leave your castle leave your past, now the way to the sword begins
The night's your only friend the stars your only guide
Only the magical stones by your side

Sword of Justice, power of mind, into your hand shines again
Blood of the heroes, magical fire, into your veins burns again
Sword of Justice, power of mind, into your hand shines again
Blood of the heroes, magical fire, into your veins burns again


Run across fields of fire your sword by your side
The stars your only guide
And you don't know why life is so strange and you are alone
Facing the world fighting yourself

Sword of Justice, power of mind, into your hand shines again
Blood of the heroes, magical fire, into your veins burns again
Sword of Justice, power of mind, into your hand shines again
Blood of the heroes, magical fire, into your veins burns again

3 comentários:

  1. Feel the power of Metal!!!

    Trouxestes à nossos ouvidos uma bela melodia e uma interessante saga novamente, barda Astreya.

    Que os Deuses da música e da aventura estejam sempre a teu lado.

    ResponderExcluir
  2. Que bom que gostastes, lorde Odin! É realmente uma bela canção e uma interessante história...

    ResponderExcluir
  3. Eu não conhecia e gostei bastante!!

    ResponderExcluir