Bem-vindos!

Bons amigos, valorosos guerreiros da espada e da magia, nobres bardos e todos aqueles com quem tiver o prazer de cruzar meu caminho nesta valorosa, emocionante e por vezes trágica jornada em que me encontro! É com grande alegria e prazer que lhes dou as boas-vindas, e os convido a lerem e compartilharem comigo as crônicas e canções que tenho registradas em meu cancioneiro e em meu diário...Aqui, contarei histórias sobre valorosos heróis, batalhas épicas e grandes feitos. Este é o espaço para que tais fatos sejam louvados e lembrados como merecem, sendo passados a todas as gerações de homens e mulheres de coração bravo. Juntos cantemos, levando as vozes daqueles que mudaram os seus destinos e trouxeram luz a seus mundos a todos os que quiserem ouvi-las!Eu vos saúdo, nobres aventureiros e irmãos! Que teus nomes sejam lembrados...
(Arte da imagem inicial por André Vazzios)

Astreya Anathar Bhael

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Dança com Lobos

Em tempos recentes, comentei em um post que a trilha sonora do conto "Dança com Lobos" era deveras magnífica. Venho mostrar-lhes esta noite o quanto eu não estava mentindo!


The John Dunbar theme (remix) - John Barry


The John Dunbar theme (original) - John Barry


Two Socks theme - John Barry

Que os ventos da boa música e das boas histórias sempre possam soprar em vossos corações, nobres viajantes e visitantes! Uma homenagem ao pai de meu alter-ego, que muito aprecia esta película e que sempre gostou do tema de John Dunbar. Posso dizer que a primeira canção também me lembra muito de meu pai Annastrel...

5 comentários:

  1. Não só a trilha o filme tbm é muito bom! Já rendeu ótimas mesas aqui heheheh, Mais uma vez parabéns !

    ResponderExcluir
  2. Excelente escolha! Obrigado Astreya.

    ResponderExcluir
  3. Rhorvals Alhanadel, o Ciclone de Aço21 de outubro de 2010 09:28

    Esse filme é sensacional! Um dos melhores já feitos, mas é uma pena que o cinema de hoje está virado praticamente em uma porcaria, de cada 10 filmes 3 são bons.
    As partes em que os índios tentam roubar o cavalo do cara são muito divertidas. Sempre o cavalo voltava para o dono e um índio acabava com o braço quebrado. HAHAHAHA
    Quando penso em criar um herói bárbaro não uso muito o Conan como inspiração. Uso os indígenas da America do Norte. Eles sim são verdadeiros povos tribais que representam a harmonia com a terra, a bravura das caçadas, o misticismo antigo.

    ResponderExcluir
  4. Ainda não consegui ouvir as canções aqui por problemas técnicos, mas as conheço e posso dizer que são muito belas, e sim, bastante adequadas para nossas saudosas mesas de RPG.

    Os índios norte americanos são exemplos perfeitos de sábios e valentes guerreiros tribais, como Rhorvals mencionou. Acredito que eles representam a epítome dos rangers (e druidas no caso dos sacerdotes) que usamos em nossas sagas.

    ResponderExcluir
  5. De fato, amigos, este filme é belíssimo... como eu sempre digo, correndo o risco de repetir um lugar-comum, "já não se fazem filmes como antigamente". Diria que entre cada dez tenho dificuldade para gostar de 1 ou 2! Espero que tenham gostado das canções, amigos, e obrigada pelas visitas... eu também gosto muito dos povos indígenas da américa do norte (aquelas frases que coloquei no post sobre os filhos da natureza realmente advinham de citações feitas por eles).

    ResponderExcluir