Bem-vindos!

Bons amigos, valorosos guerreiros da espada e da magia, nobres bardos e todos aqueles com quem tiver o prazer de cruzar meu caminho nesta valorosa, emocionante e por vezes trágica jornada em que me encontro! É com grande alegria e prazer que lhes dou as boas-vindas, e os convido a lerem e compartilharem comigo as crônicas e canções que tenho registradas em meu cancioneiro e em meu diário...Aqui, contarei histórias sobre valorosos heróis, batalhas épicas e grandes feitos. Este é o espaço para que tais fatos sejam louvados e lembrados como merecem, sendo passados a todas as gerações de homens e mulheres de coração bravo. Juntos cantemos, levando as vozes daqueles que mudaram os seus destinos e trouxeram luz a seus mundos a todos os que quiserem ouvi-las!Eu vos saúdo, nobres aventureiros e irmãos! Que teus nomes sejam lembrados...
(Arte da imagem inicial por André Vazzios)

Astreya Anathar Bhael

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Aníron - I desire

Boa-tarde, caros amigos e visitantes. Continuando com meu humilde objetivo de dividir convosco algumas das pérolas compostas para a película cinematográfica de O Senhor dos Aneís, hoje trago-vos a bela Aníron, a balada de amor de Aragorn e Arwen.

Cantada pela famosa barda de ares célticos Enya, Aníron possuí uma linda letra em élfico, que evoca os sentimentos do nobre guardião e futuro rei de Gondor pela Estrela Vespertina, ou Undómiel, em élfico.



O môr henion i dhû:Ely siriar, êl síla.

Ai! Aníron Undómiel.

Tiro! Êl eria e môr.

I 'lîr en êl luitha 'úren.

Ai! Aníron...


'From darkness I understand the night:dreams flow, a star shines.

Ah! I desire Evenstar.

Look! A star rises out of the darkness.

The song of the star enchants my heart. Ah! I desire...'



Aníron - Enya



Uma bela e onírica canção...

11 comentários:

  1. Imperador Vernard Vardalon, Campeão de Hextor4 de agosto de 2010 13:54

    Essa bela canção me traz certas lembranças sobre Cereane. Obrigado por isso Astreya, e que seu cancioneiro continue a prosperar.

    ResponderExcluir
  2. tu há de encontrar novamente tua amada quando teu caminho se encerrar, honrado Vardalon.

    De qualquer modo, esta é uma belíssima canção, lady Astreya

    ResponderExcluir
  3. Brungork, Goblin Shaman, Warboss da tribo Bloody Boys4 de agosto de 2010 14:10

    Musica é coisa de elfos. Queimem as florestas para trazer dor aos malditos elfos, mas deixem os animais vivos. Para eu fazer oferendas e macumbas para nossos ancestrais. WAAAGH!

    ResponderExcluir
  4. Verhanna Folha Selvagem, a Arquidruidisa de Kharnat4 de agosto de 2010 15:30

    Que bela canção Astreya. Eu costumava cantar uma musica parecida com essa para Rhorvals, e para Selwyna quando ela era pequena. Acho improvável isso acontecer goblin, é mais provável nó queimarmos você e seus seguidores corrompidos, seus malditos macumbeiros esverdeados.

    ResponderExcluir
  5. Gronark, Deus do Sofrimento e Canibalismo4 de agosto de 2010 16:55

    Concordo plenamente com Brungork. As canções élficas só são superadas pelos gritos de dor e agonia das elfas sendo abusadas cruelmente. A um conto de Jaco Galtran (Continua escrevendo Jaco, ta nota 10 amigo.) que realmente adorei. Seu titulo é Submissão concedida, e eu realmente adorei essa historia sobre elfas sendo torturadas.
    HAHAHAHAHAHAHAHAHAHA

    ResponderExcluir
  6. Que bom que gostaram da canção, pessoas de bem... Vardalon, estou certa de que Cereane espera por ti e irá vê-la novamente, e estes deviam ser belos momentos, lady Verhanna. Obrigada por vosso apreço, caro Odin.

    Quanto aos porcos Brungork e Gronark, não tenho comentários para tamanhas imundícies... só sei que o fim de vós será tão ou mais doloroso do que o daqueles que fizeram sofrer.

    ResponderExcluir
  7. Melhor do que os gritos de dor dos elfos é o grito de desespero dos Orcs e Trolls, sucumbindo e sendo acossados por Aragorn e o Príncipe Imrahil, ao lado de Éomer de Rohan, bem diante do portão negro de Barad-dur!

    Ah, cara Astreya, tuas canções são belas, mas é impossível compará-las com os urros de medo e impotência dos milhares de orcs, tremendo e chorando, largando suas armas ao chão e fugindo ao perceberem sua debilidade e a de seu "grande" líder.

    Até o coração deste pacífico clérigo se alegra e regozija ao ver as centenas de orcs sendo pisoteados pelos cavaleiros de Rohan e tendo seus corpos trespassados por poderosas lanças, flechas e espadas!

    Esta canção de Aragorn é bela, mas mais belo é o grito dos Rohirim, invadindo o Pellenor e alardeando "Morte" aos inimigos que sucumbem

    ResponderExcluir
  8. Enia é muito loco, se elfos existem ela é uma elfa certeza! Pode confiar!

    ResponderExcluir
  9. Enya ta antes que alguem me taque uma pedra!

    ResponderExcluir
  10. Belas e inspiradoras palavras, bravo clérigo. E sejam sempre e novamente bem-vindos, nobres companheiros da casa dos Dragões e Jaco Galtran.

    ResponderExcluir