Bem-vindos!

Bons amigos, valorosos guerreiros da espada e da magia, nobres bardos e todos aqueles com quem tiver o prazer de cruzar meu caminho nesta valorosa, emocionante e por vezes trágica jornada em que me encontro! É com grande alegria e prazer que lhes dou as boas-vindas, e os convido a lerem e compartilharem comigo as crônicas e canções que tenho registradas em meu cancioneiro e em meu diário...Aqui, contarei histórias sobre valorosos heróis, batalhas épicas e grandes feitos. Este é o espaço para que tais fatos sejam louvados e lembrados como merecem, sendo passados a todas as gerações de homens e mulheres de coração bravo. Juntos cantemos, levando as vozes daqueles que mudaram os seus destinos e trouxeram luz a seus mundos a todos os que quiserem ouvi-las!Eu vos saúdo, nobres aventureiros e irmãos! Que teus nomes sejam lembrados...
(Arte da imagem inicial por André Vazzios)

Astreya Anathar Bhael

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

O Cancioneiro está em festa!

Olá, nobres amigos e viajantes! A alvorada deste dia nos trouxe boas notícias e um pouco mais de luz para nossos corações! Depois de muita deliberação e discussão nos Salões de Odin, o julgamento de Selwyna Alhanadel, também conhecida como a Bruxa da Rosa Negra, terminou com o prevalecimento da justiça, mas também da misericórdia. Selwyna foi absolvida de seus crimes, e, como punição, deverá trabalhar 10 anos em prol da luz, lutando contra bruxos, demônios e feiticeiros que utilizem seus poderes arcanos para causar o mal, assim como foi proclamado em Valhalla. Tudo isso, juntamente ao paladino Aldharon, seu amado. Desejo que possam encontrar muita luz em seu novo caminho, e declaro que meu humilde cancioneiro está em festa!

Parabéns a todos aqueles que participaram, em especial àqueles que lutaram arduamente para que Selwyna fosse absolvida. Que Pelor e Corellon esteja convosco!

E, como comemoração, uma bela e alegre música se encontra nas minhas novas "Partituras do Cancioneiro", ao lado. Recomendo a vós que ouçam "Daughters of Erin" toda vez que estiverem tristes e desanimados. É um ótimo remédio. Além disso, não poderia deixar de trazer-vos novas canções neste pergaminho que vos escrevo:


Celtic Woman - Spanish Lady


Celtic Woman - Reels (jigas irlandesas nunca falham em deixar-nos felizes!)

Duas festivas músicas para vós, interpretadas pelas magníficas bardas do grupo Celtic Woman! Um brinde, e festejemos!

22 comentários:

  1. Enquanto isso, no Brasil, predominam o funk, pagode e axé... e a mulher sei-lá-que-fruta é candidata a deputada federal... Eu nasci no país errado, fala sério.

    Mas obrigado Lady Astreya, por nos ajudar a lembrar que ainda existem coisas boas no mundo, como a misericórdia e justiça aplicadas no julgamento de Selwyna, e estas belas canções para nos animar nessa semana que se encaminha para o fim.

    ResponderExcluir
  2. Rhorvals Alhanadel, o Ciclone de Aço19 de agosto de 2010 10:16

    Realmente devemos comemorar, mas eu tentarei negociar uma redução da pena. Talvez 5 anos por boa conduta. Só espero que ela se comporte.

    ResponderExcluir
  3. Ainda bem que a misericórdia prevaleceu no final. Agora preciso achar diamantes no valor de 10.000 peças de ouro para ela conjurar Ressurreição. Só que vai ser mais complicado reviver as pessoas que foram sacrificadas, mas se tudo der certo ela vai poder estar livre antes do natal.

    ResponderExcluir
  4. Viva! Queria ter sido mais funcional nesta missão. Infelizmente, qdo ia colocar meu plano em prática, o tempo do julgamento havia se esgotado. Apenas Astreya ficou sabendo o q eu planejava para libertar Selwyna. Contudo, creio q como ela é mais íntima do Odin do q eu, q ela conte a respeito, e ele, se quiser, anexe o esforço do Isawa à "storyline oficial".

    Enquanto isso, até imagino a cena:

    Aldharon: "Isawa Hayashi, por teu esforço perante a corte a pena de Selwyna foi abrandada. Estou favor contigo. O q queres como pagamento?"
    Isawa Hayashi: "Uma noite de sono e a felicidade dos dois são prêmios suficientes, samás."

    XD

    /me procurando as músicas q a Astreya falou...

    ResponderExcluir
  5. Sempre me perguntei pq bardos têm altos modificadores de Carisma... Aí eu assisto o segundo vídeo e vejo q faz todo sentido (agora chega de piadas machistas com a beleza da loira, pq o blog é de uma moça de família!). XD

    Sempre tive para mim que violinistas têm 3 hemisférios cerebrais. Um coordena do lado direito do corpo, o outro, o lado esquerdo, e o hemisfério do meio serve pra tocar violino. PQ Ô TROÇO DIFÍCIL! Não tem traste pra marcar as notas, a vara precisa ser tocada precisamente perpendicular e o jeito de pegá-la tb é altamente específico. Nota, a loira faz isso DANÇANDO! Blz, sem piadas de loiras pra mim por algum tempo.

    E muito obrigado, Astreya. Acho incrível como vc quase sempre põe músicas relacionadas ao que preciso ouvir. Tempos difíceis estão vindo sobre mim no momento, e por mais q músicas sejam "apenas músicas", e raramente solucionem tão magicamente assim nossas vidas, pelo menos elas nos fazem nos sentir melhor. O q já é de grande valia.

    ResponderExcluir
  6. Selwyna, a Bruxa da Rosa Negra19 de agosto de 2010 14:39

    Espero que consiga os diamantes logo tio. Belas canções festivas amiga, elas me ajudam a esquecer mais rápido àquelas horas de angustia intermináveis, mas isso não é hora de ficar se lamentando vou beber e dançar até cair de exaustão, e você e Lenora irão juntas comigo.
    (Agora você me deixou curiosa Hayashi. Conte para nós qual era seu plano.)

    ResponderExcluir
  7. Verhanna Folha Selvagem, a Arquidruidisa de Kharnat19 de agosto de 2010 14:45

    Obrigada por ajudar minha filha Astreya, e estarei sempre em debito contigo. Minha filha pode ter 25 anos, mas para mim ela ainda é uma criança, E não deixe minha filha beber até cair Astreya.

    ResponderExcluir
  8. Vou deixar a Astreya falar a respeito. Ela é oradora muito melhor q eu, já q esses níveis de Bardo devem servir pra algo afinal! XD

    Resumidamente o plano era:
    A) Isawa Hayashi dá ação de ficar os 3 dias e 3 noites DIRETO até o julgamento estudando e traduzindo as leis de Cuberth em busca de alguma brecha que pudesse pelo menos abrandar a pena, ou inocentá-la completamente.

    B) Falhando isso, e com Selwyna indo pra fogueira seria "conversar com os espíritos do fogo" para que não a ferissem. Isso é fácil pra qq shugenja. A pena seria que ela deveria passar pela fogueira, não ser queimada por ela. Porém, isso faria os inquisidores suspeitarem de uso de magia. Daí...

    C1) Os inquisidores me acusam de interferir magicamente na execução, mas como não há precedente legal que considere "magia rokugani" como "magia", não há mecanismo legal pra isso. Até pq, falar com espíritos elementais não é exatamente um spell pros shugenjas.

    C2) Os inquisidores simplesmente lançam uma "Zona de Anti Magia", o q faria o fogo afetá-la normalmente. No primeiro sinal de dor da Selwyna, porém, aí sim o grupo teria q salvá-la. Sem minha interferência além desse ponto, porém.

    (...)

    ResponderExcluir
  9. O q combinei com a Astreya seria deixar o grupo dela ciente de tudo isso, pra q não invadissem a execução comigo conseguindo controlar o fogo.

    Realmente, eu não colocaria o grupo invisível, por ser evidentemente contra uma instituição estatal estabelecida, mas o Aramil facilmente o faria.

    Todavia, a pena foi um lucro e tanto. E qq queixa de tentar reduzi-la mais, sinceramente, eu entenderia como pedir demais. XD

    Só temo uma recaída, com Selwyna em contato com tantas "colegas de antiga profissão", mas, isso são outros 500.

    ResponderExcluir
  10. Selwyna, a Bruxa da Rosa Negra19 de agosto de 2010 17:50

    Não entendi Hayashi, de quais colegas você fala?

    ResponderExcluir
  11. Segundo o Odin, vc vai passar algum tempo num destacamento destinado ao combate de "BRUXOS (o q imagino incluir bruxas tb), demônios e outros vilões que utilizam a magia arcana para fins nefastos". Bom, de repente o contato com outras bruxas pode afetar sua mente, ou colocá-la sobre controle psíquico. Dessa vez, pelo menos, o fiel reforço de Aldharon estará sempre por perto.

    ResponderExcluir
  12. Cara Astreya, nada melhor do que comemorar com alegria depois de um dia de tristeza. Regozijo-me ao ver tua casa em festa, e alegro-me em ver que tanto a justiça quanto a misericórdia foram feitas.

    Vejo que o laço de amizade que te une a Selwyna é eterno e que, mesmo sofrendo uma possível recaída (como sugere Hayashi) tu ainda estaria lá para ajudá-la a se reerguer.

    Cara Selwyna, como deves saber meu irmão foi uma das tuas vítimas, mas não faço pesar sobre teus ombros a culpa por um ato que cometeste quando estava sob a sombra da tirania. Segue teu caminho fazendo o bem, e então sentirás uma alegria imensa preencher-te o coração.

    Tens meu perdão e, se o desejares, minha amizade.

    ResponderExcluir
  13. Caros amigos, senti grande alegria quando, ao retornar para meu cancioneiro despois de um dia em que meu alter-ego ficou impossibilitado de visitá-lo, encontrei tantos dizeres de vós apoiando este grande bem que foi a decisão tomada em relação a Selwyna. Caros clérigo, Nubling, Rhorvals, Verhanna, Hayashi, Slobodan e a própria Selwyna, muito obrigada, e que os festejos se prologuem e a luz e a alegria que este fato nos trouxe possa se refletir em nossos caminhos. Como viram, tínhamos até uma estratégia para ajudar Selwyna, mas graças a Pelor e Corellon, ela não foi necessária.

    E eu confio em Selwyna e estou certa de que ela não terá uma racaída! (Não se preocupe Verhanna, poderemos dançar até cair, mas seremos mais contidas em relação à bebida... Quem usa magia tem que tomar mais cuidado para não ficar embriagado, ou os efeitos podem ser nefastos).

    Espero que tenham gostado das canções que vos trouxe (realmente tocar violino é difícil, quando pequena meu alter-ego humano fez aulas deste instrumento)Que a mensagem de Slobodan seja um exemplo para todos nós!

    ResponderExcluir
  14. Lenora, sumo-sacerdotisa de Corellon20 de agosto de 2010 07:23

    Sim, a justiça e a misericórdia ganharam uma batalha na alvorada de ontem. Selwyna, como disse Slobodan, siga seu caminho fazendo o bem. Afaste-se da raiva e da mágoa, mesmo tendo muitos motivos para senti-los, e tu verás como a vida pode ser bela.

    Que possamos festejar ouvindo as belas canções de Astreya!

    ResponderExcluir
  15. Lenora, sumo-sacerdotisa de Corellon20 de agosto de 2010 07:27

    E se quiserem, posso ajudá-los a ressuscitar aqueles que foram sacrificados no ritual de Dajarin. Graças a bondade de Corellon, possuo o dom da ressurreição, que me foi dado para trazer de volta meu amado marido Aodhan. Entendo bem a dor daqueles que perdem entes queridos, e faço o que posso para ajudar a trazer as pessoas mortas de maneira violenta ou abrupta de volta. É uma missão que eu mesma me impus quando me tornei sumo-sacerdotisa.

    ResponderExcluir
  16. Em tempo:

    Astreya, eu te odeio. Agora preciso procurar mais coisas sobre esse grupo. XD

    É "estranho" o fato delas serem estonteantemente belas, a nível de atrizes de Hollywood, mas se dedicarem a este tipo tão peculiar de música. Não q eu esteja reclamando, longe de mim, aliás.

    ResponderExcluir
  17. Haha, vejo que este nobre cancioneiro está deveras movimentado!

    De fato, estas são belas e talentosas bardas de Midgard, e suas doces canções nos transmitem muita paz e alegria. Quanto ao julgamento de Selwyna, também fiquei feliz com o resultado (apesar de achar deveras astuto o plano de contingência de Isawa Sama).

    De qualquer forma, comemoremos!

    ResponderExcluir
  18. Amigo Hayashi, o Celtic Woman é um grupo composto por cantoras provindas da Irlanda e a violinista Mairead, também uma filha de Erin... seus espetáculos são belíssimos e elas possuem vozes maravilhosas. Acho bonito que elas se dediquem a cantar canções que relebrem a cultura de seu país, que é muito especial e rica. Não irá se arrepender se conhecer mais sobre elas e apreciar outras de suas canções. Eu mesma estava planejando um pergaminho mais detalhado sobre isso... Como disse o clérigo, infelizmente aqui proliferam estilos musicais não tão honoráveis e mulheres fruta...

    Grande Odin, que bom que retornaste ao Cancioneiro! Seja sempre bem-vindo!

    ResponderExcluir
  19. Academicamente, eu aprendi q estilos artísticos não são superiores ou inferiores uns aos outros. Apenas diferentes entre si. Por mais q me doa pensar assim, pelo menos profissionalmente, tenho q aturar qq besteira dita por qualquer MC Retardado ou mulher fruta genérica algo tão elevado qto o raciocínio estético-místico-religioso-marcial do Yves Klein.

    Mas, tb, não precisamos generalizar. Eu pessoalmente me surpreendi bastante com a Mulher Melancia resolvendo equações trigonométricas no "Os Opostos se Atraem", quadro do programa "Tudo é Possível" da Record. Me mostrou q ela faz isso por achar uma proposta artística interessante (os funkeiros de plantão devem pensar a mesma coisa de nós ouvirmos metal XD), e não pq é uma lesada débil mental. Fato, isso não a imuniza de ser um exemplo de péssima conduta e não um bom exemplo de pudor feminino.

    Blz, momento advogado do diabo encerrado. Funk não é música, conseqüência, não pode ser classificado como arte. Mas, se estamos cercados por densas trevas, que nossos exemplos reluzam como mil sóis num amanhecer diário!

    ResponderExcluir
  20. Ótimas canções, como sempre. Parabéns, lady Astreya. E que bom que a justiça prevaleceu novamente.

    ResponderExcluir
  21. Tentando quebrar a tradição de não postar em tópico antigo, algo deve ser acrescido aos comentários da performance da Mairead, parafraseando um comentário de alguém no youtube: "Agora eu acredito em fadas".

    ResponderExcluir
  22. Obrigada nobre Jaco!

    E eu também acredito em fadas agora. Tamanha graciosidade não poderia advir de outro ser!

    ResponderExcluir